A Polícia Militar do Rio Grande do Norte trocou tiros com dois suspeitos no início da manhã desta sexta-feira (17), durante uma incursão na comunidade Toca da Raposa, no bairro de Nova Parnamirim, na cidade de Parnamirim. As informações foram confirmadas pela Polícia Militar.Segundo a Polícia Militar, os suspeitos vinham realizando arrastões em Campo Grande e Upanema, foram identificados como Madson Erick, natural de Caraúbas e Pedro Igor Rebouças da Costa, conhecido como "Vaqueiro", natural de Campo Grande. Eles vinham sendo monitorados pela polícia de Caraúbas e após perseguição na zona rural de Upanema, fugiram com destino a cidade de Parnamirim. Hoje durante uma incursão da Polícia Militar na comunidade Toca da Raposa, eles foram localizados e na chegada dos PMs, se evadiram pulando muros e fugindo por sobre os telhados das casas. Um dos suspeitos efetuou disparos de arma de fogo, e os policias revidaram a injusta agressão, momento em que aconteceu uma intensa troca de tiros.

Durante o confronto, um dos suspeitos identificado como Pedro Igor Rebouças da Costa, "Vaqueiro", adentrou em uma residência e foi capturado dentro de um quarto, após abordagem foi constatado que contra ele existia um mandado de prisão em aberto, onde ele é acusado de ter assassinado com quatro tiros na nuca em 11 de abril de 2020, o empresário Raimundo Gonçalves de Lima Neto, mais conhecido como "Netinho de Nilton", que na época era pré-candidato a Prefeito da cidade de Janduís.

Ainda segundo a Polícia Militar o outro suspeito identificado como Madson Erick, natural de Caraúbas, foi baleado e quando estava sendo socorrido não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Com ele, os policiais apreenderam um revólver Cal. 38. (icemcaraubas).