Após as quedas consistente do número de casos e mortes por covid-19 no Brasil e com a retomada gradual das atividades, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda a possibilidade de os torcedores nos estádios a partir de setembro. A avaliação é do coordenador da Comissão Médica da entidade, Jorge Pagura.“Na CBF, não fazemos nada a ‘toque de caixa’. Setembro parece uma data mais viável. Se a situação piorar ou melhorar, essa estimativa pode mudar”, afirmou Pagura em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Ele criticou a decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de já autorizar a presença de público nos estádios a partir das oitavas de final da Copa Libertadores da América (para os jogos no Brasil, a medida está condicionada ao aval das autoridades de cada Estado). “Eles [dirigentes da Conmebol] procuraram o departamento médico da CBF e não concordamos com a presença de público na Copa América. Depois, vimos o que aconteceu”, disse Pagura.