Em Juazeirinho –PB, a dupla de artistas, o casal Lalau e Jace realizaram uma doação em alimentos para o Sopão Solidário destinados a famílias carentes do município.

Sopão Solidário que virou associação que em breve funcionará diversas atividades sociais em prol da comunidade. Mazo está presidente e Expedito está como vice-presidente.

“A pretensão é apenas ajudar o projeto do amigo Mazo, pois esse trabalho ajuda ainda mais algumas famílias”, frisou Lalau Souza.

Lalau Souza desde 2008 vinha promovendo eventos esportivos e sociais como festas e boa parte deles tinha o lado social, com isso diversos alimentos foram doados a Maternidade Dr Graciliano Lordão de Parelhas –RN, onde teve a estima Maria Margarida na coordenação por vários anos. Várias imagens estão na rede social do artista Lalau Souza.  “Temos dois anos convivendo em Juazeirinho, mas no momento não podemos realizar eventos devido a pandemia, em Parelhas temos desde 2015 o “Encontro de Artistas” Amigos de Lalau e Jace, que certamente para o ano vamos realizar, ainda colaboro com a Maternidade mesmo longe”, ponderou Lalau Souza.

Jace tem um trabalho desde 1996 iniciado na pastoral da Criança, onde se realizava trabalhos de combate a desnutrição infantil e acompanhamento de gestantes, onde seu saudoso pai Arlindo Barbosa(in memória) popularmente conhecido como Kinca, residentes da comunidade Escurinha da Pista, as margens da BR 230.

Jace artista e professora, em 1993 iniciou sua carreira educacional como voluntária dando aula de reforço de leitura, escrita e matemática para as crianças da comunidade, em seguida a Escola passou a receber doações da Sociedade São Vicente de Paula, coincidentemente hoje Mazo e seus companheiros realizam o “Sopão Solidário” no mesmo prédio em Juazeirinho-PB.

Vale salientar que a escola fundada por Jace Barbosa, se iniciou em um espaço doado pela família, onde no ano de 1996 a escola passou a ser municipal, com o nome de Escola Municipal de Ensino Fundamental “Inácio João”(in memória), que era avô de Jace.

Em 1999 a escola foi reinaugurada e inexplicavelmente mudou de nome, passando a se chamar Escola Padre Cicero.

“ Bem como Lalau já falou, a intenção e ajudar para ajudar quem precisa, apesar de nossos trabalhos, nossos compromissos, além de ser artista embora nesse momento sem eventos, que estamos passando, sabemos que podemos ajudar, não estamos aqui para atrapalhar, pelo contrario é para somar, aproveitar e parabenizar Mazo e toda a equipe pela dedicação e atenção para com as famílias e para quem precisa”, disse Jace Barbosa.