Em seu mais recente cronograma de recebimento de doses de vacinas contra a Covid-19, o Ministério da Saúde informou que estão reservadas por volta de 2,5 milhões de doses de imunizantes da AstraZeneca/Oxford. Trata-se de um número dedicado a suprir a necessidade de segundas aplicações de brasileiros com esquema vacinal prestes a vencer.A taxa divulgada pela pasta da saúde é mais que quatro vezes maior do que o número de reserva anterior, apresentado no cronograma de entregas atualizado até 9 de junho. A decisão de guardar essas doses, diz a pasta, foi tomada em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários da Saúde, o Conass e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, o Conasems.

Ficam retidas para uso de segunda dose, até este momento, todas as entregas da Fiocruz realizadas a partir de 11 de junho até o fim do mês.

Outras mudanças

O cronograma traz um acréscimo de 7 milhões de doses da vacina da Pfizer no mês de julho, conforme já divulgado pelo ministro Marcelo Queiroga. Trata-se de um adiantamento de doses originalmente esperadas para o mês de agosto. Com o aumento, o laboratório americano tem previsão de oferecer 15 milhões de doses do antígeno ao Brasil ao longo do próximo mês. As doses adiantadas da Janssen, esperadas para esta semana, por sua vez, não aparecem adiantadas no cronograma do Ministério da Saúde.

Veja