Foto: Sandro Menezes

O Governo do Estado de forma acertada lançou na tarde desta quarta-feira (26), um Plano Estadual de Educação para Pessoas Privadas de Liberdade e Egressas do Sistema Prisional.Até aí tudo bem, nada contra que aqueles que estiveram ou ainda estejam privados de liberdade tenham a oportunidade de ter acesso à educação, seja para se alfabetizar, concluir o ensino médio ou até mesmo um curso técnico ou superior como já acontece e se pretende ampliar através do plano lançado.

O problema é apenas uma questão de prioridade, pois enquanto isso, as escolas públicas seguem sem aulas presenciais há 14 meses, prejudicando milhares de estudantes em todo o Rio Grande do Norte e quem está privado de liberdade está com seu calendário definido.

BG