FOTO: EFE / KIKO HUESCA

O Real Madrid pode ficar sem o lateral-esquerdo Marcelo no jogo decisivo contra o Chelsea, na semana que vem, em Londres, pela rodada de volta das semifinais da Liga dos Campeões da Europa, por um motivo inusitado. O brasileiro foi convocado para ser mesário nas eleições para a Assembleia de Madri, na Espanha, marcada para a próxima terça-feira, mesmo dia em que o time viaja para Inglaterra.

A equipe da capital espanhola já pediu a liberação do jogador, mas ainda não obteve resposta. Caso o brasileiro tenha que trabalhar na véspera do duelo decisivo, ele teria a opção de viajar por conta própria para a Inglaterra e se integrar ao grupo.

A participação de Marcelo na partida é tratada com muita importância, uma vez que o francês Mendy, titular do time, está machucado e pode não se recuperar a tempo para o segundo confronto contra o Chelsea. Além disso, o elenco conta com a ausência do zagueiro e capitão Sergio Ramos, que também trabalha para estar apto para a segunda semifinal contra os ingleses.

Titular e capitão no empate por 1 a 1 com o Chelsea, em Madri, Marcelo atuou apenas pela segunda vez na atual edição da Liga dos Campeões. O brasileiro, de 32 anos, espera aproveitar a reta final da temporada, que ele mesmo admite que pode ser a sua última pelo Real.

Estadão