Maria Gorete Da Silveira Pinto nasceu na cidade de Apodi, no dia 14 de abril de 1956, filha do ex-vereador Francisco Silveira, mais conhecido como Caboclo de ManĂș e de Maria das Graças Silveira. Estudou inicialmente na Escola Ferreira Pinto e depois na Escola Estadual Professor AntĂŽnio Dantas, onde cursou o Ensino MĂ©dio. Casada com Klinger PĂ©ricles Pinto Diniz e mĂŁe de trĂȘs filhos, Kleber, Alan e Kleiton e avĂł da princesa Ana Beatriz.
Graduou-se em HistĂłria na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte - UERN, em MossorĂł. Trabalhou na antiga Loja Sertaneja; Foi professora da Rede Oficial de Ensino nos municĂ­pios de Apodi e Rodolfo Fernandes.
Mulher de håbitos simples, sempre teve participação na política apodiense, ajudando o seu pai, Francisco Silveira, que foi vereador do município por sete mandatos, como também ajudando o seu marido que foi vice-prefeito.
A professora Gorete Pinto ingressou na política pré candidata a vereadora e na sua primeira luta, em 01 de outubro de 2000 foi eleita com 1759 votos, concretizando a primeira mulher apodiense a representar o seu povo com um mandato eletivo. Em 3 de outubro de 2004 elegeu-se vice-prefeita na chapa encabeçada pelo Dr. José Pinheiro Bezerra.
Foi eleita a primeira mulher prefeita da cidade de Apodi com 11.314 votos no dia 05 de outubro de 2008, tendo como vice Evandro Marinho de Paiva (Vandinho). Durante a sua gestão (2009-2012), deixou um dos seus maiores legados para todas as mulheres apodienses: a criação da Secretaria da Mulher e da Igualdade Racial, em 2009, antes mesmo de ter sido fundada uma secretaria estadual.

Facebook/Kleber Pinto