A mãe de uma criança de 5 anos de idade, identificada como Josimare Gomes da Silva, 30 anos, foi presa na tarde deste domingo (24) na zona rural do município de Maravilha, Sertão de Alagoas. A mesma, usou uma tesoura para arrancar os olhos e cortar um pedaço da língua de sua filha Brenda Carollyne Pereira da Silva e ainda mastigou e tentou engolir os órgãos. A informação foi confirmada pelos policiais que realizaram os primeiros 

procedimentos.



De acordo com as informações da Polícia Civil e Militar, o crime ocorreu na própria residência, a mulher que sofre de depressão e teria praticado o crime após se separar do marido e pai da criança que está no Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia, ainda não se sabe se os olhos e língua da criança foram ‘arrancados’ com ela em vida ou já depois de morta. O crime ocorreu no Povoado São Cristovão durante a tarde.

A Polícia Militar prendeu a mulher em flagrante, segundo testemunhas ela sofre de depressão e vinha sendo acompanhada por profissionais de saúde do município, mas surtou e praticou o crime brutal.

O pai da criança que estaria separado da mãe, reside no Rio de Janeiro.

Josimare que demonstra está com problemas psicóticos voltou a falar outras línguas e disse que não arrancou os olhos e nem tão pouco colocou o pedaço da língua na boca. “Isso é mentira, os olhos caíram no ralo depois que eu arranquei, mas foi do demônio, minha filha está viva.” Foram as únicas palavras ditas pela mulher.

Em entrevista a uma emissora de rádio, a irmã da autora e tia da criança negou que ela tenha colocado os órgãos na boca, o que é contraditório a informação do pai e dos policiais que presenciaram a cena.