O MPRN formalizou denúncia contra vários membros da administração direta do prefeito de Angicos Deusdete Gomes. Chamando de “esquema criminoso de desvio de verba pública”, a acusação apresenta valores próximos a dois milhões de reais.A lista, com o nome de todos e os detalhes captados pela promotoria de justiça e assinada por 5 promotores de justiça, traz nomes bastantes conhecidos.

VEJA ABAIXO

* Nataly da Cunha Felipe de Souza (réu)

* Francisco Ivan de Franca Dias (réu)

* Francisco Alex Sandro da Silva (réu)

* Cleyveson Matheus Costa (réu)

* Saturnino Moreira Neto (réu)

* Paulo André Silva Costa (réu)

* Francisco das Chagas Lopes Neto (réu)

A operação Combustão foi realizada pelo GRUPO DE ATUAÇÃO ESPECIAL DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO – GAECO - PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE ANGICOS.

Segundo a investigação: “O valor do dano à vítima, o Município de Angicos, foi de R$ 1.932.767,35 (um milhão, novecentos e trinta e dois mil, setecentos e trinta e sete reais e trinta e cinco centavos), à época. Requer, portanto, o Parquet sejam os acusados condenados a pagar a reparação mínima nesse valor, corrigido pela taxa SELIC.”... CONTINUE LENDO...

Do Focoelho.