Foto: Reprodução/NBC e ABC

O democrata Joe Biden venceu as eleições também no Arizona e na Geórgia, projetaram os principais veículos de comunicação dos EUA nesta sexta-feira. Com isso, Biden chega ao total de 306 votos no Colégio Eleitoral, o mesmo número obtido por Donald Trump em 2016, que agora tem 232.Os dois estados foram conquistados pelo republicano há quatro anos e, ao lado de Pensilvânia, Michigan e Wisconsin, marcaram viradas democratas neste ano, ampliando a vitória de Biden, que já havia sido projetada no sábado, quando ele atingiu os 279 votos no Colégio Eleitoral. No voto popular, o democrata chegou hoje ao total de 77,9 milhões, um recorde histórico, contra 72,6 de Trump.

Também de acordo com projeções, Donald Trump venceu na Carolina do Norte, último estado em que ainda não havia sido declarado um vencedor. Ainda assim, ele continua a fazer alegações sem embasamento para questionar a lisura do pleito, recusando-se a reconhecer sua derrota.

A campanha de Trump entrou com ações nestes seis estados essenciais para a vitória de Biden, tentando bloquear a certificação dos resultados, que deve ocorrer até 8 de dezembro em todas as unidades da federação, seis dias antes da formalização da eleição no Colégio Eleitoral. No entanto, as ações têm sofrido seguidas derrotas na Justiça, por não poderem provar as fraudes e irregularidades alegadas.

Nesta sexta, um tribunal estadual de Michigan rejeitou um pedido republicano para bloquear a certificação do resultado em Detroit. O juiz Timothy Kenny argumentou que fazê-lo seria um “exercício sem precedentes de ativismo judicial”, já que as alegações da campanha de Trump eram “incorretas e sem credibilidade”.

O Globo