Um estudo realizado no Brasil é o segundo a nível mundial a associar a falta de vitamina D no ser humano aos casos graves do novo coronavírus (Covid-19). A pesquisa conduzida apenas com pacientes idosos pelo médico nutrólogo Thiago José Martins Gonçalves, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (Braspen) mostrou que 94% dos pacientes intubados por causa da Covid-19 tinham índices baixos da vitamina D.O levantamento foi publicado na revista “Clinical Nutrition” da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo (Espen) e avaliou 176 pacientes com idade média de 72 anos. “Manter níveis adequados de vitamina D passa a ser importante neste momento de pandemia”, explica o médico nutrólogo Thiago José Martins Gonçalves.

A deficiência de vitamina D é considerada comum no Brasil e no mundo, por motivos ainda em estudo. O composto já presente no nosso corpo é ativado na exposição ao sol, mas pode ser adquirido também através da alimentação. (blogantenado)