Na manhã desta quarta-feira (24), a PF (Polícia Federal) deflagrou a Operação Garrote com o objetivo de investigar o desvio de verbas do SUS (Sistema Único de Saúde) estimado em mais de R$ 9 milhões de reais.As investigações, iniciadas em junho de 2020 e conduzidas pela Polícia Federal em Niterói, com apoio do Departamento Nacional de Auditoria do SUS, indicam a contratação fraudulenta de um laboratório, por parte do município de Magé, no Rio de Janeiro, para execução de exames laboratoriais.

De acordo com a PF, foram identificadas diversas irregularidades no contrato, tais como o direcionamento da escolha do próprio laboratório, além de fraudes nos processos de chamamento público e nos de execução.(mais…)