O pré-candidato a vereador em Patu, Bruno Campelo, sugere ao poder público municipal que com o cancelamento da Feira da Cultura de Patu, por conta a Pandemia, a prefeitura possa organizar lives com artistas a terra, recebendo cachê, o que vai ajudar substancialmente aos músicos que estão parados desde março.

“Não é de hoje que defendo a cultura do nosso município, mas diante desse momento difícil que já dura 5 meses, é preciso repensar formas de ajudar e valorizar quem vive desse meio”, destaca Bruno Campelo.

De acordo com o pré-candidato, uma das ideias que é possível de ser colocada em prática é a realização da Feira da Cultura em casa. Um evento tradicional de Patu, porém realizado através de lives com artistas da terra, onde cada noite, dois artistas se apresentariam sendo pagos pelo município.

“Sabemos que o momento não é de festas, nem de comemoração, porém não podemos deixar de pensar naqueles que estão sem poder trabalhar desde março e passando por momentos difíceis. Além disso, também seria uma forma de não deixarmos a Feira da Cultura passar em branco”, concluiu Bruno.

A Feira da Cultura de Patu acontece anualmente no mês de setembro.