A Riachuelo demitiu 151 funcionários nesta quarta-feira (8) como parte de um processo de readequação pelo qual a companhia está passando.Procurada, a empresa afirma que emprega 40 mil pessoas no país e que o varejo foi um dos setores mais afetados pela pandemia.

Em nota, a Riachuelo diz que o grupo “segue totalmente comprometido com seus planos para o Brasil e em preservar ao máximo seus colaboradores”.

A empresa não informa se os cortes foram nas lojas ou na parte administrativa. Segundo Ricardo Patah, presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, os cortes estão apenas começando e devem atingir 10%.

A assessoria de imprensa da Riachuelo afirma que outras demissões sempre podem acontecer, mas não estão previstas. Também diz que outros ajustes podem ocorrer.

Segundo a companhia, cerca de 400 funcionários foram contratados para seu call center durante a pandemia.

Folha de São Paulo