O presidente Jair Bolsonaro negou que tenha interferido em possível mudança no comando da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Após falar com apoiadores, nesta terça-feira (5), ele se exaltou ao conversar com jornalistas.Segurando um papel com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Bolsonaro se irritou com a notícia, que afirmava que seu novo diretor-geral da PF, Rolando Alexandre de Souza, resolveu trocar o superintendente da polícia no RJ. Uma das acusações do ex-ministro Sergio Moro contra o presidente é de que ele buscava interferir da atuação policial no Rio.

“Para onde está indo o superintendente do RJ? Para ser o diretor-executivo da Polícia Federal! Vai sair da superintendência para ser diretor-executivo. Estou tendo influência sobre a PF? Isso é uma patifaria. Cala a Boca, não perguntei nada. A Folha de S. Paulo é um jornal patife e mentiroso. Ele está saindo para ser diretor-executivo a convite ao diretor-geral da PF, não interferi nada”, bradou Bolsonaro diante dos jornalistas que faziam perguntas.

“Não tenho nada contra o superintendente do RJ. Não interfiro na PF. (…) É a mesma coisa, vamos supor, que tivesse chegado para o Ministro da Defesa e falado para trocar o comandante do Comando Militar do Sul e ele o colocasse como comandante do Exército”, completou.

Visivelmente irritado, o presidente disparou, antes de deixar o local: “É uma manchete canalha, mentirosa e vocês da mídia, grande parte, tenham vergonha na cara.”

Jovem Pan