Um mau exemplo de um gestor público que não está preocupado com a fome de alunos carentes matriculados na rede municipal de ensino está sendo dado pelo prefeito de Currais Novos, Odon Júnior (PT),
que distribuiu kits da merenda escolar, já batizados de “kits miséria”pela pobreza dos itens envolvidos – um pacote de macarrão, um xodó milho, um pacote de feijão e de arroz. Qualquer nutricionista recém-formada pode confirmar que o “kit Miséria” distribuído pelo gestor de Currais Novos não atende as necessidades nutricionais de crianças em idade escolar, inclusive àquelas que têm quatro anos de idade. A postura do prefeito Odon Junior causou revoltada em mães de alunos e as críticas ganharam as redes sociais, conforme mostra o vídeo enviado para o BLOG DO FM.

Apesar de se mostrar um gestor mesquinho e insensível à fome alheia, o prefeito curraisnovense recebeu em abril de 2020 aproximadamente R$ 48.880,00 de repasses do FNDE para a merenda escolar.

A distribuição da merenda escolar de qualidade está assegurada pela Lei nº 13.987, de 7 de abril de 2020, regulamentada pela Resolução CD/FNDE nº 2/2020, que altera a Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, para autorizar, em caráter excepcional, durante o período de suspensão das aulas em razão de situação de emergência ou calamidade pública, a distribuição de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica.


Do Blog do FM